Há pepitas a serem descobertas a cada esquina!
Venha passear, caminhar, andar ou até mesmo relaxar e partilhar momentos de intensa convivência... O departamento Les Hauts-de-Seine é movimentado e quer fazer você descobrir os seus pontos fortes.

01. La Défense Art Collection: um museu a céu aberto

É claro, tem os arranha-céus... Mas La Défense tem também o maior museu francês de arte contemporânea a céu aberto: uma verdadeira coleção eclética de 69 obras que podemos descobrir pela Esplanada, ao virar numa rua ou chegando a uma praça. La Défense, por meio de seu estabelecimento público de gestão Defacto, expõe e conserva obras de artistas de renome internacional. Este museu a céu aberto, constituído a partir de 1972, oferece uma experiência única no mundo em um bairro de negócios. Entre algumas das primeiras obras colocadas em La Défense, podemos citar: o Stabile de Calder, a Fontaine Agam, os personagens de Miro... e a elas, adicionaram-se o Bassin de Takis, a Cheminée de Moretti, o Pouce de César e mais recentemente o Slat de Serra... Esse museu está aberto a você gratuitamente, 7 dias por semana, 24 horas por dia.

Para maiores informações

 

La Defense Art Collection - Figures de Miro - HDS tourisme
La Defense Art Collection - Figures de Miro - HDS tourisme

02. Domaine départemental de Sceaux

Em 1670, o ministro de Louis XIV, Jean-Baptiste Colbert, comprou o Domaine de Sceaux para fazer dele sua casa de campo e confiou sua renovação aos melhores arquitetos de Versalhes.

André Le Nôtre, célebre jardineiro do Rei Sol, concebeu um magnífico jardim à francesa com grandes perspectivas, um imenso canal, bosques e terraços com pequenos lagos, exatamente como tinha feito para conceber os Jardins de Versalhes.
Em 2013, o Departamento de Hauts-de-Seine restaurou os canteiros adornados de bordados de arbustos e de relva do século XVII imaginados por Le Nôtre, recriando assim a grande perspectiva histórica.
Com 3,5 milhões de visitantes por ano e 180 hectares de área verde, o Domaine Départemental de Sceaux tem o selo “Jardin Remarquable” (Jardim Extraordinário).

Diversos prédios do século XVII, dispersos pelo parque, contribuem para fazer com que Sceaux seja um dos mais belos domínios clássicos da região: o Pavillon de L’Aurore, cuja cúpula, pintada por Charles Lebrun, é ornada por rica decoração alegórica sobre o tema da aurora, a Orangerie, contruída por Jules Hardouin-Mansart (renovada em 2015) e os antigos estábulos de Colbert, que hoje recebem frequentemente exposições temporárias e conta com uma boutique.

O museu do Domaine départemental de Sceaux ocupa hoje o Castelo reconstruído no século XIX. Abriga coleções de pinturas, cerâmicas e mobília, mostrando o patrimônio artístico e arqueológico dessa época.
O Domaine Départemental de Sceaux oferece, por outro lado, uma intensa programação cultural: exposições, concertos de música clássica como o Festival de L’Orangerie de Sceaux ou noites musicais e teatrais organizadas por Les Petites Nuits du Domaine Départemental de Sceaux.

Dentro das dependências do Castelo encontra-se o restaurante gastronômico Le Trévise, que acolhe os visitantes num ambiente aconchegante.

Endereços:
Domaine départemental de Sceaux - 92330 Sceaux – França

Para maiores informações

03. A Seine Musicale

Situada na ponta a jusante da Ilha Seguin, em Boulogne-Billancourt, La Seine Musicale abriu suas portas em abril de 2017. Este equipamento musical, de escopo nacional e internacional, dispõe de um auditório de 1150 lugares, de uma sala de espetáculos de 6 mil lugares, bem como de espaços para ensaios e estúdios de gravação. Também acolhe duas formações em residência: La Maîtrise des Hauts-de-Seine, coral de crianças da Ópera de Paris, e a Insula Orchestra, dirigida por Laurence Equilbey.

“Todas as formas de música serão exploradas” segundo Jean-Luc Choplin, presidente do comitê de programação e direção artística. Variada e de excelência, a programação aliará concertos clássicos e música contemporânea a grandes referências, francesas e internacionais, e a comédias musicais. A criação, a pedagogia da música, bem como a busca da inovação e o surgimento de novos talentos são seus objetivos prioritários. Este equipamento cultural é dotado de salas de ensaios e estúdios de gravação. Conta também com restaurantes e espaços para passeios, comércio cultural, espaços de exposição e dedicados ao mundo empresarial. 

Concebido pelos arquitetos Shigeru Ban (prêmio Pritzker de 2014) e Jean de Gastines, o projeto recebeu o MIPIM Awards de 2015 na categoria “Melhor projeto futurístico”. Já é reconhecido como um grande geste arquitetônico, que respeita o meio ambiente.

A Seine Musicale faz parte do projeto Vallée de la culture, implementado pelo Departamento Hauts-de-Seine, que proporciona uma cultura exigente para todos os públicos, uma “cultura para todos”.

Endereços:
Ilha Seguin, acesso pela ponte Renault - Boulogne-Billancourt - França

Para maiores informações